Os níveis de atuação de um PMO ou escritório de projetos do NEPIoT (híbrido):

  • Nível 1 – PMO de Controle. Responsável pela emissão de relatórios e pelo acompanhamento de indicadores previamente estabelecidos, sem influenciar a forma como os projetos são conduzidos. Um PMO nível 1 controla as atividades do dia a dia dos projetos e ajuda os gestores na realização das metas, resultados e orçamento planejados.
  • Nível 2 – PMO de uma unidade de negócios. Controla projetos grandes ou um número expressivo de pequenos e médios projetos. É responsável por todas as funções de um PMO nível 1, tais como: a) fornece treinamento em gerenciamento de projetos; b) estabelece e verifica o cumprimento de padrões e métricas; c) possibilita o alinhamento dos projetos às estratégias organizacionais; d) controla e armazena lições aprendidas; e) define, implementa e controla mecanismos de controle de mudanças;  e f) assume o papel de mentor para projetos com problemas. Um PMO de nível 2 difere de um de nível 1, sobretudo, pelo poder de influenciar no andamento dos projetos através de metodologias, técnicas, métricas e ferramentas a serem utilizadas.
  • Nível 3 – PMO Estratégico. Opera no nível corporativo, pois coordena e define políticas para todos os projetos da organização, gerencia o portfólio corporativo e auxilia também aos escritórios de nível 1 e 2, caso  Este PMO é considerado um centro de excelência em gerenciamento de projetos, pois guia e auxilia o nível gerencial das organizações e  demais membros das equipes a alcançarem resultados de maneira mais eficiente e ágil.  Suas principais funções são: a) todas as funções do PMO de nível 2; b) padroniza o gerenciamento de projetos; c) identifica, prioriza e seleciona os projetos; c) gerencia corporativamente os recursos; d) implanta e mantém um sistema de informações; d) alinha os projetos à estratégia corporativa e; e) desenvolve profissionalmente os integrantes do PMO.